Notícias

NATAL

Desde janeiro o SINTE/RN busca audiência com a Secretária de Educação de Natal

130

20 Feb 2018

Desde janeiro deste ano o SINTE/RN vem buscando uma audiência com a Secretária de Educação de Natal, Justina Iva. De lá para cá, o que já totaliza quase 2 meses de espera, o Sindicato já enviou 2 ofícios. O primeiro documento foi encaminhado em 8 de janeiro e o segundo em 9 de fevereiro. Até o momento a SME (Secretaria Municipal de Educação) apenas pré agendou uma audiência com o Sindicato para o dia 26 de fevereiro, mas o encontro não está confirmado.

“Nós exigimos que a Secretária receba a direção do SINTE para discutirmos a pauta dos educadores de Natal”, afirma a diretora de organização da capital do SINTE/RN, professora Simonete Almeida.

Ela explica que os pedidos de audiência ocorrem porque o SINTE/RN precisa, com urgência, de respostas a pauta de reivindicações dos educadores de Natal já apresentada em 2017. A pauta acumula 37 pontos. O mais importante no momento é a correção do Piso Salarial 2018, no índice de 6,81%, mas que até agora não foi paga.

O não atendimento a pauta pode levar a uma greve da categoria, conforme deliberado em assembleia da rede no último dia 15 de fevereiro (Veja os detalhes desta assembleia AQUI). O indicativo de greve da rede municipal será votado em assembleia no dia 15 de março.

 

NATAL

Desde janeiro o SINTE/RN busca audiência com a Secretária de Educação de Natal

130

20 Feb 2018

Desde janeiro deste ano o SINTE/RN vem buscando uma audiência com a Secretária de Educação de Natal, Justina Iva. De lá para cá, o que já totaliza quase 2 meses de espera, o Sindicato já enviou 2 ofícios. O primeiro documento foi encaminhado em 8 de janeiro e o segundo em 9 de fevereiro. Até o momento a SME (Secretaria Municipal de Educação) apenas pré agendou uma audiência com o Sindicato para o dia 26 de fevereiro, mas o encontro não está confirmado.

“Nós exigimos que a Secretária receba a direção do SINTE para discutirmos a pauta dos educadores de Natal”, afirma a diretora de organização da capital do SINTE/RN, professora Simonete Almeida.

Ela explica que os pedidos de audiência ocorrem porque o SINTE/RN precisa, com urgência, de respostas a pauta de reivindicações dos educadores de Natal já apresentada em 2017. A pauta acumula 37 pontos. O mais importante no momento é a correção do Piso Salarial 2018, no índice de 6,81%, mas que até agora não foi paga.

O não atendimento a pauta pode levar a uma greve da categoria, conforme deliberado em assembleia da rede no último dia 15 de fevereiro (Veja os detalhes desta assembleia AQUI). O indicativo de greve da rede municipal será votado em assembleia no dia 15 de março.

 

Agenda

Newsletter