Notícias

NATAL

Em dois meses, SINTE entrega 3° ofício à Secretaria de Educação de Natal solicitando audiência

322

22 Feb 2018

O SINTE/RN entregou, na tarde desta quinta-feira (22/02), o 3° ofício em dois meses à SME (Secretaria Municipal de Educação) solicitando uma audiência com a secretária de educação de Natal, Justina Iva. Outros dois ofícios foram entregues em 8 de janeiro e 9 de fevereiro. Porém, até o momento a SME apenas pré-agendou uma audiência com o Sindicato para o dia 26 de fevereiro, mas o encontro ainda não está confirmado.

O ofício desta quinta (22) foi entregue pelas diretoras do SINTE/RN, professoras Gidália Andrade (Educação Infantil) e Simonete Almeida (Organização da Capital). A professora Gidália afirma que o não atendimento as solicitações de audiência podem levar os educadores a decretar greve na capital: “O silêncio da Secretária e, o consequente não atendimento aos inúmeros pontos da pauta de reivindicações, pode empurrar os educadores para uma greve”.

Um indicativo de greve foi aprovado em assembleia dos educadores da capital no último dia 15 de fevereiro (saiba o resultado dessa assembleia AQUI). O indicativo, que vai decidir se a greve acontecerá ou não, será votado em assembleia no dia 15 de março.

Os pedidos de audiência ocorrem porque o SINTE/RN precisa, com urgência, de respostas a pauta de reivindicações dos educadores de Natal já apresentada em 2017. A pauta acumula 37 pontos. O mais importante no momento é a correção do Piso Salarial 2018, no índice de 6,81%, mas que até agora não foi paga.

NATAL

Em dois meses, SINTE entrega 3° ofício à Secretaria de Educação de Natal solicitando audiência

322

22 Feb 2018

O SINTE/RN entregou, na tarde desta quinta-feira (22/02), o 3° ofício em dois meses à SME (Secretaria Municipal de Educação) solicitando uma audiência com a secretária de educação de Natal, Justina Iva. Outros dois ofícios foram entregues em 8 de janeiro e 9 de fevereiro. Porém, até o momento a SME apenas pré-agendou uma audiência com o Sindicato para o dia 26 de fevereiro, mas o encontro ainda não está confirmado.

O ofício desta quinta (22) foi entregue pelas diretoras do SINTE/RN, professoras Gidália Andrade (Educação Infantil) e Simonete Almeida (Organização da Capital). A professora Gidália afirma que o não atendimento as solicitações de audiência podem levar os educadores a decretar greve na capital: “O silêncio da Secretária e, o consequente não atendimento aos inúmeros pontos da pauta de reivindicações, pode empurrar os educadores para uma greve”.

Um indicativo de greve foi aprovado em assembleia dos educadores da capital no último dia 15 de fevereiro (saiba o resultado dessa assembleia AQUI). O indicativo, que vai decidir se a greve acontecerá ou não, será votado em assembleia no dia 15 de março.

Os pedidos de audiência ocorrem porque o SINTE/RN precisa, com urgência, de respostas a pauta de reivindicações dos educadores de Natal já apresentada em 2017. A pauta acumula 37 pontos. O mais importante no momento é a correção do Piso Salarial 2018, no índice de 6,81%, mas que até agora não foi paga.

Agenda

Newsletter