Notícias

REDE ESTADUAL

Governo não apresenta nova proposta para pagar Piso; SINTE/RN arranca retroativo

1.495

11 Apr 2018

Créditos: Lenilton Lima

O governo não apresentou, na audiência de conciliação mediada pela Justiça que ocorreu nesta quarta-feira (11), nenhuma nova proposta para pagar o Piso Salarial 2018, no índice de 6,81%, principal item da pauta de reivindicações da greve da Rede Estadual. O Executivo tão somente manteve a última proposta que fez.

A ideia do governo ainda é pagar, para ativos, a correção do Piso agora em abril. Porém, os aposentados, conforme propõe o Executivo, receberão a correção em 6 parcelas, de abril a setembro. E mais uma vez o governo voltou a negar o pagamento do retroativo para ativos e aposentados, relativo ao período que engloba janeiro a março deste ano.

Entretanto, o desembargador Glauber Rêgo, mediador da audiência, provocou o governo a pagar o retroativo. A provocação veio a partir dos pedidos feitos pelo SINTE/RN junto a sua assessoria jurídica. A proposição do Desembargador foi para o governo pagar, também em 6 parcelas, de outubro a março de 2019, o retroativo para trabalhadores em educação da ativa e aposentados. O governo ficou de analisar a proposta sugerida.

A proposta será analisada em assembleia nesta sexta-feira (13), às 8h, na Escola Estadual Winston Churchill.

REDE ESTADUAL

Governo não apresenta nova proposta para pagar Piso; SINTE/RN arranca retroativo

1.495

11 Apr 2018

Créditos: Lenilton Lima

O governo não apresentou, na audiência de conciliação mediada pela Justiça que ocorreu nesta quarta-feira (11), nenhuma nova proposta para pagar o Piso Salarial 2018, no índice de 6,81%, principal item da pauta de reivindicações da greve da Rede Estadual. O Executivo tão somente manteve a última proposta que fez.

A ideia do governo ainda é pagar, para ativos, a correção do Piso agora em abril. Porém, os aposentados, conforme propõe o Executivo, receberão a correção em 6 parcelas, de abril a setembro. E mais uma vez o governo voltou a negar o pagamento do retroativo para ativos e aposentados, relativo ao período que engloba janeiro a março deste ano.

Entretanto, o desembargador Glauber Rêgo, mediador da audiência, provocou o governo a pagar o retroativo. A provocação veio a partir dos pedidos feitos pelo SINTE/RN junto a sua assessoria jurídica. A proposição do Desembargador foi para o governo pagar, também em 6 parcelas, de outubro a março de 2019, o retroativo para trabalhadores em educação da ativa e aposentados. O governo ficou de analisar a proposta sugerida.

A proposta será analisada em assembleia nesta sexta-feira (13), às 8h, na Escola Estadual Winston Churchill.

Agenda

Newsletter