Notícias

REDE ESTADUAL

Governo Robinson recua e suspende votação de PL que reduz salários

487

19 Dec 2017

Créditos: Lenilton Lima

O governo Robinson Faria recuou e suspendeu a votação, que aconteceria nesta terça-feira (19), na Assembleia Legislativa, do projeto que propõe a redução de 3% nos salários dos servidores a partir do aumento da alíquota previdenciária, de 11% para 14%.

A Assembleia Legislativa emitiu uma nota justificando o adiamento: “A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte vem a público anunciar que – em razão da decisão manifestada ontem pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, que suspendeu o aumento da contribuição previdenciária para servidores públicos – NÃO HAVERÁ VOTAÇÃO do regime previdenciário no Poder Legislativo Estadual”.

25590330_10208331224957106_1865486736_o

Para o SINTE/RN ficou evidente que a pressão dos servidores fez com que os deputados pensassem duas vezes em tomar esse tipo de atitude que afeta o funcionalismo do RN. “Está claro que os deputados tiveram medo de cometer uma maldade dessa contra os servidores e depois arcarem com o desgaste diante da possibilidade do STF barrar essa medida, já que ontem o STF proibiu o aumento da alíquota para servidores”, afirmou a coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso.

O recuo do governo não convenceu as centenas de servidores, que se concentraram em frente à Assembleia Legislativa, na manhã desta terça (19), que estava cercada por grades de ferro e um forte aparato policial. O SINTE/RN e trabalhadores em educação participaram da atividade que durou toda a manhã.

Fátima Cardoso alerta que os trabalhadores devem continuar ficar atentos: “Não podemos cochilar ou comemorar antecipadamente. O governo não cedeu e quer, a todo custo, aprovar este projeto. Temos que manter a luta!”.

25579111_10208331225557121_1790180127_o

25577397_10208331224597097_988993914_o

25590249_10208331225437118_1462159747_o

 

REDE ESTADUAL

Governo Robinson recua e suspende votação de PL que reduz salários

487

19 Dec 2017

Créditos: Lenilton Lima

O governo Robinson Faria recuou e suspendeu a votação, que aconteceria nesta terça-feira (19), na Assembleia Legislativa, do projeto que propõe a redução de 3% nos salários dos servidores a partir do aumento da alíquota previdenciária, de 11% para 14%.

A Assembleia Legislativa emitiu uma nota justificando o adiamento: “A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte vem a público anunciar que – em razão da decisão manifestada ontem pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, que suspendeu o aumento da contribuição previdenciária para servidores públicos – NÃO HAVERÁ VOTAÇÃO do regime previdenciário no Poder Legislativo Estadual”.

25590330_10208331224957106_1865486736_o

Para o SINTE/RN ficou evidente que a pressão dos servidores fez com que os deputados pensassem duas vezes em tomar esse tipo de atitude que afeta o funcionalismo do RN. “Está claro que os deputados tiveram medo de cometer uma maldade dessa contra os servidores e depois arcarem com o desgaste diante da possibilidade do STF barrar essa medida, já que ontem o STF proibiu o aumento da alíquota para servidores”, afirmou a coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso.

O recuo do governo não convenceu as centenas de servidores, que se concentraram em frente à Assembleia Legislativa, na manhã desta terça (19), que estava cercada por grades de ferro e um forte aparato policial. O SINTE/RN e trabalhadores em educação participaram da atividade que durou toda a manhã.

Fátima Cardoso alerta que os trabalhadores devem continuar ficar atentos: “Não podemos cochilar ou comemorar antecipadamente. O governo não cedeu e quer, a todo custo, aprovar este projeto. Temos que manter a luta!”.

25579111_10208331225557121_1790180127_o

25577397_10208331224597097_988993914_o

25590249_10208331225437118_1462159747_o

 

Agenda

Newsletter