Notícias

NATAL

Prefeito ignora parada dos educadores/as de Natal e não recebe a direção do SINTE/RN

186

2 Aug 2019

O prefeito de Natal Álvaro Dias ignorou a paralisação dos educadores de Natal realizada nesta sexta-feira (02) e não recebeu a direção do SINTE/RN para dialogar sobre a pauta do segmento. O dia foi marcado por um ato realizado em frente a Prefeitura durante a manhã e o período da tarde. Esta foi a terceira parada dos profissionais neste ano. Eles já cruzaram os braços em 02 de abril e 24 de maio e nas duas ocasiões o chefe do Executivo municipal não se sensibilizou.

A pressão dos educadores da capital vem desde o início do ano e tem em destaque a cobrança do pagamento do retroativo do Piso Salarial de 2018 relativo aos meses de janeiro a junho que, até o momento, encontra-se em aberto. Além disso, a categoria cobra o pagamento de 10% da reposição salarial negociada em 2013, o pagamento de direitos funcionais, melhorias das condições de trabalho, autonomia das unidades de ensino, formação dos educadores e plano de carreira.

A partir da semana que vem o SINTE vai realizar estudos por polo nas quatro zonas de Natal. O objetivo é ouvir os educadores e constatar os problemas. Os próximos passos da luta serão discutidos e a pressão vai continuar.

NATAL

Prefeito ignora parada dos educadores/as de Natal e não recebe a direção do SINTE/RN

186

2 Aug 2019

O prefeito de Natal Álvaro Dias ignorou a paralisação dos educadores de Natal realizada nesta sexta-feira (02) e não recebeu a direção do SINTE/RN para dialogar sobre a pauta do segmento. O dia foi marcado por um ato realizado em frente a Prefeitura durante a manhã e o período da tarde. Esta foi a terceira parada dos profissionais neste ano. Eles já cruzaram os braços em 02 de abril e 24 de maio e nas duas ocasiões o chefe do Executivo municipal não se sensibilizou.

A pressão dos educadores da capital vem desde o início do ano e tem em destaque a cobrança do pagamento do retroativo do Piso Salarial de 2018 relativo aos meses de janeiro a junho que, até o momento, encontra-se em aberto. Além disso, a categoria cobra o pagamento de 10% da reposição salarial negociada em 2013, o pagamento de direitos funcionais, melhorias das condições de trabalho, autonomia das unidades de ensino, formação dos educadores e plano de carreira.

A partir da semana que vem o SINTE vai realizar estudos por polo nas quatro zonas de Natal. O objetivo é ouvir os educadores e constatar os problemas. Os próximos passos da luta serão discutidos e a pressão vai continuar.

Agenda

Newsletter