Notícias

NATAL

SINTE/RN cobra da prefeitura de Natal a implantação de direitos funcionais acordada durante greve

514

15 Aug 2018

O SINTE/RN já está se mobilizando para exigir do município de Natal o cumprimento do acordo que foi firmado durante a greve que aconteceu entre março e maio deste ano. O acordo prevê que a implantação de direitos funcionais, negados e não pagos há anos, acontecerá na folha de agosto.  

A previsão é que 85 educadores infantis recebam a promoção horizontal e que 33 devem mudar de padrão, da letra A para B, referente ao período de 2014. Porém, segundo o informado pelo município, os valores acumulados (passivos) não virão em contracheque. Portanto, os contemplados com os pagamentos de direitos funcionais devem procurar o SINTE para ingressar com uma ação judicial.  

O acordo também prevê que 24 educadores do ensino fundamental devem receber o pagamento da gratificação por títulos e 48 receberão a mudança de nível relativa ao ano de 2014. Também devem ser pagos 40 processos de quinquênios relativos ao exercício de 2016. Da mesma forma, segundo o anunciado pela Prefeitura, os passivos não vão vir no contracheque. Por isso, os beneficiários deverão procurar o Sindicato para ingressar com uma ação judicial.  

A coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, exalta a importância destas implantações de direitos acumulados e negados há anos pelo município de Natal: “Estas implantações são importantes, pois foi uma conquista conseguida graças a luta durante a greve”.

A sindicalista avisa que a retomada da greve dos educadores da capital não está descartada caso a prefeitura descumpra o acordo: “O município ainda deve muito a esta categoria e a luta do SINTE será contínua. Se o negociado não for cumprido, automaticamente a categoria está mobilizada para a luta, uma vez que a greve foi suspensa com a expectativa de que o acordo fosse cumprido”.

NATAL

SINTE/RN cobra da prefeitura de Natal a implantação de direitos funcionais acordada durante greve

514

15 Aug 2018

O SINTE/RN já está se mobilizando para exigir do município de Natal o cumprimento do acordo que foi firmado durante a greve que aconteceu entre março e maio deste ano. O acordo prevê que a implantação de direitos funcionais, negados e não pagos há anos, acontecerá na folha de agosto.  

A previsão é que 85 educadores infantis recebam a promoção horizontal e que 33 devem mudar de padrão, da letra A para B, referente ao período de 2014. Porém, segundo o informado pelo município, os valores acumulados (passivos) não virão em contracheque. Portanto, os contemplados com os pagamentos de direitos funcionais devem procurar o SINTE para ingressar com uma ação judicial.  

O acordo também prevê que 24 educadores do ensino fundamental devem receber o pagamento da gratificação por títulos e 48 receberão a mudança de nível relativa ao ano de 2014. Também devem ser pagos 40 processos de quinquênios relativos ao exercício de 2016. Da mesma forma, segundo o anunciado pela Prefeitura, os passivos não vão vir no contracheque. Por isso, os beneficiários deverão procurar o Sindicato para ingressar com uma ação judicial.  

A coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, exalta a importância destas implantações de direitos acumulados e negados há anos pelo município de Natal: “Estas implantações são importantes, pois foi uma conquista conseguida graças a luta durante a greve”.

A sindicalista avisa que a retomada da greve dos educadores da capital não está descartada caso a prefeitura descumpra o acordo: “O município ainda deve muito a esta categoria e a luta do SINTE será contínua. Se o negociado não for cumprido, automaticamente a categoria está mobilizada para a luta, uma vez que a greve foi suspensa com a expectativa de que o acordo fosse cumprido”.

Agenda

Newsletter