Notícias

REDE ESTADUAL

Após pressão do SINTE/RN e de aprovados, Governo anuncia convocação de 600 profissionais

1.829

4 Feb 2020

A pressão exercida sobre o Governo pelo SINTE/RN e por aprovados no concurso da Rede Estadual realizado em 2015 surtiu o efeito esperado. Nesta terça-feira (04) o Executivo anunciou a convocação de 600 profissionais. São eles das áreas de física, pedagogia, química, ciências biológicas, sociologia, geografia, filosofia, ciências biológicas, história, artes, língua espanhola, língua inglesa, língua portuguesa e matemática. Ainda não há definição quanto a um recrutamento para o suporte pedagógico.

O comunicado foi feito em audiência entre dirigentes do Sindicato, membros da comissão do concurso, a Governadora, o Vice-Governador, o Secretário Estadual de Educação e membros do Gabinete Civil. A Chefe do Executivo assinou um documento oficializando o recrutamento. Segundo o Governo, a convocação será publicada ainda esta semana.

Na ocasião, foi cobrada a prorrogação do concurso por seis meses, uma vez que o certame ficou suspenso durante esse período graças a medida judicial. O Governo se mostrou favorável e sinalizou que vai atender a solicitação. O concurso tem validade até março deste ano.

Direção do SINTE/RN e membros da comissão celebram a nova convocação

Dirigentes do Sindicato e membros da comissão do concurso celebraram a nova convocação. A coordenadora geral do SINTE/RN e professora Fátima Cardoso lembrou que desde sempre o Sindicato está em busca de novos quadros para a educação pública: “Historicamente nós fazemos esta luta por concurso público. Então, hoje é um dia de celebração pra gente do SINTE/RN, que fez uma luta muito grande. As nossas vozes foram ouvidas”.

O coordenador geral e professor José Teixeira afirmou que a combatividade dos concursados, a união entre Sindicato e profissionais somadas ao diálogo resultaram em algo positivo: “Primeiro, a persistência dos concursados. Segundo, o SINTE/RN defendeu essa bandeira, como sempre. Terceiro, a sensibilidade do Governo. Foi um conjunto de ações que culminaram com este momento de convocação de novos professores e professoras”.

O professor Leonardo Gomes, que é membro da comissão do concurso, agradeceu o empenho do Sindicato: “Queremos agradecer o apoio do SINTE/RN. Talvez sem o SINTE não fosse possível, porque é uma grande luta. Mas agimos de forma ordeira. A você que nos ajudou, o nosso muito obrigado”.

Mateus Alves, que é professor e também membro da comissão, disse que esse chamado vai ajudar a suprir a demanda da Rede Estadual e agradeceu ao Sindicato pela participação no processo de luta: “Foi uma luta de anos, mas que se intensificou principalmente nos últimos meses, no qual nós tentamos nos organizar para fazer o governo entender a necessidade da convocação de professores. Era uma convocação que iria suprir a necessidade do governo. Então a SEEC precisava desses professores, assim como todo o Estado, para que o direito dos jovens e crianças fosse de fato efetivado. O SINTE ajudou bastante, mesmo que a maioria de nós não seja filiado. Foi uma luta realmente pela categoria”.

REDE ESTADUAL

Após pressão do SINTE/RN e de aprovados, Governo anuncia convocação de 600 profissionais

1.829

4 Feb 2020

A pressão exercida sobre o Governo pelo SINTE/RN e por aprovados no concurso da Rede Estadual realizado em 2015 surtiu o efeito esperado. Nesta terça-feira (04) o Executivo anunciou a convocação de 600 profissionais. São eles das áreas de física, pedagogia, química, ciências biológicas, sociologia, geografia, filosofia, ciências biológicas, história, artes, língua espanhola, língua inglesa, língua portuguesa e matemática. Ainda não há definição quanto a um recrutamento para o suporte pedagógico.

O comunicado foi feito em audiência entre dirigentes do Sindicato, membros da comissão do concurso, a Governadora, o Vice-Governador, o Secretário Estadual de Educação e membros do Gabinete Civil. A Chefe do Executivo assinou um documento oficializando o recrutamento. Segundo o Governo, a convocação será publicada ainda esta semana.

Na ocasião, foi cobrada a prorrogação do concurso por seis meses, uma vez que o certame ficou suspenso durante esse período graças a medida judicial. O Governo se mostrou favorável e sinalizou que vai atender a solicitação. O concurso tem validade até março deste ano.

Direção do SINTE/RN e membros da comissão celebram a nova convocação

Dirigentes do Sindicato e membros da comissão do concurso celebraram a nova convocação. A coordenadora geral do SINTE/RN e professora Fátima Cardoso lembrou que desde sempre o Sindicato está em busca de novos quadros para a educação pública: “Historicamente nós fazemos esta luta por concurso público. Então, hoje é um dia de celebração pra gente do SINTE/RN, que fez uma luta muito grande. As nossas vozes foram ouvidas”.

O coordenador geral e professor José Teixeira afirmou que a combatividade dos concursados, a união entre Sindicato e profissionais somadas ao diálogo resultaram em algo positivo: “Primeiro, a persistência dos concursados. Segundo, o SINTE/RN defendeu essa bandeira, como sempre. Terceiro, a sensibilidade do Governo. Foi um conjunto de ações que culminaram com este momento de convocação de novos professores e professoras”.

O professor Leonardo Gomes, que é membro da comissão do concurso, agradeceu o empenho do Sindicato: “Queremos agradecer o apoio do SINTE/RN. Talvez sem o SINTE não fosse possível, porque é uma grande luta. Mas agimos de forma ordeira. A você que nos ajudou, o nosso muito obrigado”.

Mateus Alves, que é professor e também membro da comissão, disse que esse chamado vai ajudar a suprir a demanda da Rede Estadual e agradeceu ao Sindicato pela participação no processo de luta: “Foi uma luta de anos, mas que se intensificou principalmente nos últimos meses, no qual nós tentamos nos organizar para fazer o governo entender a necessidade da convocação de professores. Era uma convocação que iria suprir a necessidade do governo. Então a SEEC precisava desses professores, assim como todo o Estado, para que o direito dos jovens e crianças fosse de fato efetivado. O SINTE ajudou bastante, mesmo que a maioria de nós não seja filiado. Foi uma luta realmente pela categoria”.

Agenda

Newsletter