Notícias

CONQUISTA

Diretora do SINTE/RN é reeleita Presidenta da CUT/RN

200

4 Dec 2019

Créditos: Bruna Torres - CUT/RN

A diretora de administração e finanças do SINTE/RN, professora Eliane Bandeira, foi reeleita Presidenta da CUT/RN. A eleição aconteceu durante o 14º Congresso local da entidade, o CECUT/RN, realizado em Natal nos dias 28 e 29 de novembro com o tema “Sindicatos fortes, direitos, soberania e democracia”.

Na ocasião, a sindicalista recebeu votos de 180 delegados presentes. Jocelino Dantas, que é diretor executivo da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Rio Grande do Norte (FETARN), foi eleito vice-presidente da Central.

À frente da CUT Rio Grande do Norte desde 2016, Eliane seguirá na presidência pelo menos até 2022, momento em que uma nova eleição será realizada. “Foram quatro anos de muitas lutas e agora nós iremos intensificar cada vez mais nos próximos anos. Continuaremos apostando na unidade com as demais centrais sindicais e movimentos populares para contrapor todas as medidas fascistas, racistas, machistas e LGBTfóbicas que vierem a aparecer”, afirmou a sindicalista.

CONQUISTA

Diretora do SINTE/RN é reeleita Presidenta da CUT/RN

200

4 Dec 2019

Créditos: Bruna Torres - CUT/RN

A diretora de administração e finanças do SINTE/RN, professora Eliane Bandeira, foi reeleita Presidenta da CUT/RN. A eleição aconteceu durante o 14º Congresso local da entidade, o CECUT/RN, realizado em Natal nos dias 28 e 29 de novembro com o tema “Sindicatos fortes, direitos, soberania e democracia”.

Na ocasião, a sindicalista recebeu votos de 180 delegados presentes. Jocelino Dantas, que é diretor executivo da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Rio Grande do Norte (FETARN), foi eleito vice-presidente da Central.

À frente da CUT Rio Grande do Norte desde 2016, Eliane seguirá na presidência pelo menos até 2022, momento em que uma nova eleição será realizada. “Foram quatro anos de muitas lutas e agora nós iremos intensificar cada vez mais nos próximos anos. Continuaremos apostando na unidade com as demais centrais sindicais e movimentos populares para contrapor todas as medidas fascistas, racistas, machistas e LGBTfóbicas que vierem a aparecer”, afirmou a sindicalista.

Agenda

Newsletter