Notícias

NATAL

Proposta da Prefeitura para pagar o Piso consegue ser pior que a do Estado

704

20 Mar 2020

A proposta de reajuste do Piso da Prefeitura de Natal é pior do que a oferecida pelo Governo do Estado. Os educadores municipais receberiam menos da metade dos 12,84% determinados pela Lei, sem nenhuma promessa de pagamento do restante. Os 6,22% de reajuste seriam pagos apenas aos ativos em abril, com efeito retroativo a janeiro.

A proposta piora ainda mais para os aposentados. O município de Natal quer a fração do reajuste do piso dividida em três parcelas de 2,073%, nos meses de abril, julho e outubro de 2020. E não fala em retroativo.

Na Rede Estadual, a categoria rechaçou a proposta de pagamento integral do piso em três vezes a partir de junho, com retroativo a ser pago a partir de janeiro de 2021 em 12 parcelas. Diante disso, a diretoria do SINTE/RN entende que nenhuma proposta abaixo do valor do Piso deverá ser sequer levada em consideração pela categoria.

O problema agora está sendo a interrupção das atividades coletivas da campanha salarial em virtude das medidas de prevenção contra o Coronavírus.

NATAL

Proposta da Prefeitura para pagar o Piso consegue ser pior que a do Estado

704

20 Mar 2020

A proposta de reajuste do Piso da Prefeitura de Natal é pior do que a oferecida pelo Governo do Estado. Os educadores municipais receberiam menos da metade dos 12,84% determinados pela Lei, sem nenhuma promessa de pagamento do restante. Os 6,22% de reajuste seriam pagos apenas aos ativos em abril, com efeito retroativo a janeiro.

A proposta piora ainda mais para os aposentados. O município de Natal quer a fração do reajuste do piso dividida em três parcelas de 2,073%, nos meses de abril, julho e outubro de 2020. E não fala em retroativo.

Na Rede Estadual, a categoria rechaçou a proposta de pagamento integral do piso em três vezes a partir de junho, com retroativo a ser pago a partir de janeiro de 2021 em 12 parcelas. Diante disso, a diretoria do SINTE/RN entende que nenhuma proposta abaixo do valor do Piso deverá ser sequer levada em consideração pela categoria.

O problema agora está sendo a interrupção das atividades coletivas da campanha salarial em virtude das medidas de prevenção contra o Coronavírus.

Agenda

Newsletter