Notícias

REDE ESTADUAL

SINTE/RN convoca categoria para dizer "Não" à Reforma Estadual da Previdência

701

28 Jan 2020

O SINTE tem lutado para barrar a Reforma da Previdência do RN junto ao Fórum dos Servidores e outras entidades sindicais que representam o funcionalismo público estadual. Com esse propósito, o Sindicato convoca os trabalhadores e trabalhadoras em Educação para aderir a Greve Geral do Funcionalismo, nos dias 03 e 04 de fevereiro.

Nos dias de paralisação será realizado Ato Unificado em frente à Assembleia Legislativa, no período da manhã, a partir das 9h. A mobilização ocorre no mesmo período de retorno das atividades na Assembleia. O Sindicato convoca a categoria e a sociedade em geral para participar da atividade, alertando que se a Reforma for aprovada, aposentados e pensionistas terão seus salários taxados, trabalhadores da ativa passarão a pagar alíquotas previdenciárias maiores, a idade para se aposentar será aumentada, entre outros.

Fórum dos Servidores participa de audiência com o Governo em 30/01

O Governo apresentou a minuta da PEC de Reforma da Previdência ao Fórum dos Servidores na tarde de 30 de janeiro. A expectativa era de que alguns pontos que vinham sendo criticados pelos movimentos sindicais, como a taxação de aposentados e pensionistas que recebem a partir de 1 salário mínimo, seriam retirados da proposta. Todavia, os secretários estaduais presentes na reunião apresentaram ao Fórum de Servidores um texto incompleto. A alíquota de contribuição previdenciária dos trabalhadores da ativa, bem como dos aposentados e pensionistas, não foi apresentada e o Governo também não indicou qual seria a faixa salarial isenta do imposto. Além disso, pela proposta, o Governo deve aumentar a idade miníma de aposentadoria.

Proposta inicial de Reforma da Previdência é reprovada pelo SINTE/RN

O projeto de Reforma da Previdência Estadual apresentado pelo Governo do RN ao Fórum dos Servidores no início de dezembro previa, entre outros pontos, aumento da alíquota de contribuição previdenciária para trabalhadores que recebem acima de R$5,8 mil.

A proposta indicava que o aumento seria escalonado e progressivo, variando de 11% a 18%, conforme faixa salarial do servidor. Desse modo, quem recebe de R$5.839,46 a R$10.000,00 passaria a descontar para a previdência a alíquota de 14%, quem tem um salário entre R$10.000,01 a R$20.000,00 passaria a pagar 16% e quem tem ganhos acima de R$ 20.000,01 seria taxado em 18%.

Além disso, pela proposta do Executivo, haveria taxação de 11% nos salários dos/as aposentados/as e pensionistas que recebem acima de R$1mil.

De acordo com a coordenadora geral do Sindicato, professora Fátima Cardoso, a proposta inicial de Reforma da Previdência apresentada pelo Executivo não é justa com os/as trabalhadores/as, trata-se de um “confisco” dos salários, e o Governo deve repensar a taxação aos aposentados/as, bem como o aumento do percentual da alíquota de contribuição previdenciária.

Notícia atualizada em 31.01.2020

REDE ESTADUAL

SINTE/RN convoca categoria para dizer "Não" à Reforma Estadual da Previdência

701

28 Jan 2020

O SINTE tem lutado para barrar a Reforma da Previdência do RN junto ao Fórum dos Servidores e outras entidades sindicais que representam o funcionalismo público estadual. Com esse propósito, o Sindicato convoca os trabalhadores e trabalhadoras em Educação para aderir a Greve Geral do Funcionalismo, nos dias 03 e 04 de fevereiro.

Nos dias de paralisação será realizado Ato Unificado em frente à Assembleia Legislativa, no período da manhã, a partir das 9h. A mobilização ocorre no mesmo período de retorno das atividades na Assembleia. O Sindicato convoca a categoria e a sociedade em geral para participar da atividade, alertando que se a Reforma for aprovada, aposentados e pensionistas terão seus salários taxados, trabalhadores da ativa passarão a pagar alíquotas previdenciárias maiores, a idade para se aposentar será aumentada, entre outros.

Fórum dos Servidores participa de audiência com o Governo em 30/01

O Governo apresentou a minuta da PEC de Reforma da Previdência ao Fórum dos Servidores na tarde de 30 de janeiro. A expectativa era de que alguns pontos que vinham sendo criticados pelos movimentos sindicais, como a taxação de aposentados e pensionistas que recebem a partir de 1 salário mínimo, seriam retirados da proposta. Todavia, os secretários estaduais presentes na reunião apresentaram ao Fórum de Servidores um texto incompleto. A alíquota de contribuição previdenciária dos trabalhadores da ativa, bem como dos aposentados e pensionistas, não foi apresentada e o Governo também não indicou qual seria a faixa salarial isenta do imposto. Além disso, pela proposta, o Governo deve aumentar a idade miníma de aposentadoria.

Proposta inicial de Reforma da Previdência é reprovada pelo SINTE/RN

O projeto de Reforma da Previdência Estadual apresentado pelo Governo do RN ao Fórum dos Servidores no início de dezembro previa, entre outros pontos, aumento da alíquota de contribuição previdenciária para trabalhadores que recebem acima de R$5,8 mil.

A proposta indicava que o aumento seria escalonado e progressivo, variando de 11% a 18%, conforme faixa salarial do servidor. Desse modo, quem recebe de R$5.839,46 a R$10.000,00 passaria a descontar para a previdência a alíquota de 14%, quem tem um salário entre R$10.000,01 a R$20.000,00 passaria a pagar 16% e quem tem ganhos acima de R$ 20.000,01 seria taxado em 18%.

Além disso, pela proposta do Executivo, haveria taxação de 11% nos salários dos/as aposentados/as e pensionistas que recebem acima de R$1mil.

De acordo com a coordenadora geral do Sindicato, professora Fátima Cardoso, a proposta inicial de Reforma da Previdência apresentada pelo Executivo não é justa com os/as trabalhadores/as, trata-se de um “confisco” dos salários, e o Governo deve repensar a taxação aos aposentados/as, bem como o aumento do percentual da alíquota de contribuição previdenciária.

Notícia atualizada em 31.01.2020

Agenda

Newsletter