Notícias

REDE ESTADUAL

SINTE/RN cobra da SEEC pagamento das gratificações e melhorias nas escolas de tempo integral

697

3 Jul 2017

Créditos: Imagem da internet

A direção do SINTE/RN esteve na manhã desta segunda-feira (03/07) na SEEC para cobrar melhorias nas escolas e centros de tempo integral, bem como o pagamento das gratificações dos professores e funcionários do segmento.

Em resposta o governo prometeu que as gratificações acumuladas desde o início do ano letivo serão pagas até a próxima sexta-feira (07). “A promessa da SEEC é pagar as gratificações até sexta-feira (07). Vão receber os professores e funcionários das 18 escolas que têm direito a gratificação de 30%”, explicou o coordenador geral do SINTE/RN, professor José Teixeira.

Quanto à melhoria das condições das unidades de tempo integral, o governo não deu uma resposta clara e esse ponto não avançou. Profissionais e alunos seguem enfrentando problemas: “As condições das 18 escolas, sem exceção, umas com mais problemas, são graves. Escola de tempo integral só existe no nome, porque as condições não existem”, afirmou o sindicalista.

CONVOCAÇÃO DE EFETIVOS E TEMPORÁRIOS DO CONCURSO 2016

O SINTE aproveitou a ocasião para cobrar uma nova convocação de aprovados do concurso de 2016, tanto de profissionais efetivos quanto de temporários. A Secretaria informou que uma nova convocação de efetivos poderá ocorrer desta semana para a próxima. Os temporários, que têm como função substituir profissionais que estão licenciados, poderão ser convocados nas próximas semanas, de acordo com o governo.

SINTE COBROU O PAGAMENTO DOS 40% DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA REDE ESTADUAL

Outro ponto pautado foi o pagamento dos 40% do décimo terceiro dos aposentados e pensionistas da rede estadual de ensino. Porém, até o momento não há qualquer previsão. A direção do SINTE/RN criticou a falta de clareza no pagamento e a discriminação do governo dispensada aos profissionais que não estão na ativa: “Infelizmente o governo do Estado não apontou data e segue tratando com desdém os profissionais aposentados e pensionistas. Isso é um absurdo! Não podemos permitir isso. O SINTE/RN continuará cobrando”, afirmou o coordenador geral do SINTE/RN, José Teixeira.

REDE ESTADUAL

SINTE/RN cobra da SEEC pagamento das gratificações e melhorias nas escolas de tempo integral

697

3 Jul 2017

Créditos: Imagem da internet

A direção do SINTE/RN esteve na manhã desta segunda-feira (03/07) na SEEC para cobrar melhorias nas escolas e centros de tempo integral, bem como o pagamento das gratificações dos professores e funcionários do segmento.

Em resposta o governo prometeu que as gratificações acumuladas desde o início do ano letivo serão pagas até a próxima sexta-feira (07). “A promessa da SEEC é pagar as gratificações até sexta-feira (07). Vão receber os professores e funcionários das 18 escolas que têm direito a gratificação de 30%”, explicou o coordenador geral do SINTE/RN, professor José Teixeira.

Quanto à melhoria das condições das unidades de tempo integral, o governo não deu uma resposta clara e esse ponto não avançou. Profissionais e alunos seguem enfrentando problemas: “As condições das 18 escolas, sem exceção, umas com mais problemas, são graves. Escola de tempo integral só existe no nome, porque as condições não existem”, afirmou o sindicalista.

CONVOCAÇÃO DE EFETIVOS E TEMPORÁRIOS DO CONCURSO 2016

O SINTE aproveitou a ocasião para cobrar uma nova convocação de aprovados do concurso de 2016, tanto de profissionais efetivos quanto de temporários. A Secretaria informou que uma nova convocação de efetivos poderá ocorrer desta semana para a próxima. Os temporários, que têm como função substituir profissionais que estão licenciados, poderão ser convocados nas próximas semanas, de acordo com o governo.

SINTE COBROU O PAGAMENTO DOS 40% DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA REDE ESTADUAL

Outro ponto pautado foi o pagamento dos 40% do décimo terceiro dos aposentados e pensionistas da rede estadual de ensino. Porém, até o momento não há qualquer previsão. A direção do SINTE/RN criticou a falta de clareza no pagamento e a discriminação do governo dispensada aos profissionais que não estão na ativa: “Infelizmente o governo do Estado não apontou data e segue tratando com desdém os profissionais aposentados e pensionistas. Isso é um absurdo! Não podemos permitir isso. O SINTE/RN continuará cobrando”, afirmou o coordenador geral do SINTE/RN, José Teixeira.

Agenda

Newsletter