Notícias

NATAL

Pressão leva Prefeito de Natal a adiar reabertura das escolas em meio a pandemia

30 Jul 2020

A pressão exercida pela sociedade fez o Prefeito de Natal voltar atrás e adiar a reabertura das escolas. O recuo aconteceu menos de 24 horas após Álvaro Dias dizer que a retomada aconteceria em setembro.

Durante toda a quarta-feira (29), professores, funcionários, alunos, pais e a sociedade em geral questionaram a volta em meio a pandemia. O assunto foi comentado em toda a capital. No mesmo dia o Comitê de Educação Para Gestão das Ações de Combate à Pandemia da Covid-19 denunciou em nota que o Prefeito cogitou retomar às aulas a sua revelia. Leia a nota AQUI.

O SINTE/RN também fez sua parte e anunciou que chamaria greve caso o Chefe do Executivo mantivesse a posição de reabrir as escolas. Na avaliação da entidade, não há condições sanitárias para fazer um retorno seguro, sem uma vacina, remédios eficazes e escolas preparadas.

Observando o desgaste político em pleno ano eleitoral, o Prefeito emitiu comunicado durante a noite informando que não mais reabriria as unidades de ensino em setembro.

GESTORES DAS ESCOLAS E CMEIS DIVULGAM NOTA CONTRA RETORNO

Nesta quinta (30) o Fórum de Gestores das Escolas e Cmeis do Município de Natal (FOGEM) também divulgou nota afirmando ser contra o retorno das aulas. Segundo o Fórum, “a grande maioria das Escolas e CMEI’s situadas em nossa capital não possuem, atualmente, as mínimas e imprescindíveis condições de segurança sanitária que nos permita, receber, sem riscos, os nossos queridos alunos, professores e funcionários”. Leia a nota na íntegra AQUI.

NATAL

Pressão leva Prefeito de Natal a adiar reabertura das escolas em meio a pandemia

30 Jul 2020

A pressão exercida pela sociedade fez o Prefeito de Natal voltar atrás e adiar a reabertura das escolas. O recuo aconteceu menos de 24 horas após Álvaro Dias dizer que a retomada aconteceria em setembro.

Durante toda a quarta-feira (29), professores, funcionários, alunos, pais e a sociedade em geral questionaram a volta em meio a pandemia. O assunto foi comentado em toda a capital. No mesmo dia o Comitê de Educação Para Gestão das Ações de Combate à Pandemia da Covid-19 denunciou em nota que o Prefeito cogitou retomar às aulas a sua revelia. Leia a nota AQUI.

O SINTE/RN também fez sua parte e anunciou que chamaria greve caso o Chefe do Executivo mantivesse a posição de reabrir as escolas. Na avaliação da entidade, não há condições sanitárias para fazer um retorno seguro, sem uma vacina, remédios eficazes e escolas preparadas.

Observando o desgaste político em pleno ano eleitoral, o Prefeito emitiu comunicado durante a noite informando que não mais reabriria as unidades de ensino em setembro.

GESTORES DAS ESCOLAS E CMEIS DIVULGAM NOTA CONTRA RETORNO

Nesta quinta (30) o Fórum de Gestores das Escolas e Cmeis do Município de Natal (FOGEM) também divulgou nota afirmando ser contra o retorno das aulas. Segundo o Fórum, “a grande maioria das Escolas e CMEI’s situadas em nossa capital não possuem, atualmente, as mínimas e imprescindíveis condições de segurança sanitária que nos permita, receber, sem riscos, os nossos queridos alunos, professores e funcionários”. Leia a nota na íntegra AQUI.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Agenda

Newsletter