Notícias

NATAL

SINTE/RN poderá chamar greve caso o Prefeito de Natal reabra as escolas em setembro

29 Jul 2020

Créditos: Arquivo SINTE/RN

O SINTE/RN cogita convocar uma greve caso o prefeito de Natal, Álvaro Dias, mantenha sua decisão de reabrir as escolas em setembro. De acordo com o anúncio feito nessa terça-feira (28), as aulas na rede pública podem ser retomadas em 14 de setembro.

Esse posicionamento é classificado pelo Sindicato como irresponsável. Isso porque ainda não há condições sanitárias que garantam um retorno seguro. Sem uma vacina ou remédios eficazes, alunos, pais, professores e funcionários, bem como seus familiares, estarão mais expostos ao novo Coronavírus.

A entidade ainda afirma que tradicionalmente as escolas não dispõem de infraestrutura para ofertar o básico. Por isso, se acredita que máscaras, álcool em gel, aferição de temperatura, limpeza contínua e distanciamento não farão parte da rotina das unidades de ensino. “Achamos muito imprudente da parte do Prefeito anunciar uma data de retorno as aulas, sem que a rede esteja preparada para receber os estudantes e servidores. Mesmo porque para que esse retorno aconteça, é preciso que a pandemia esteja decrescendo, minimamente controlada. Porque controlada mesmo só com a vacina”, afirma a diretora interina de comunicação do SINTE/RN, professora Simonete Almeida.

Ela conta que na última reunião virtual do Conselho Municipal de Educação do Natal se posicionou contra o retorno. A secretária de educação, Cristina Diniz, estava presente: “Sabemos dos riscos e da responsabilidade que o momento exige, diante de uma pandemia tão agressiva que estamos vivenciando. Vemos diariamente muitas pessoas perdendo suas vidas. Gidália (diretora do SINTE/RN) e eu nos posicionamos contra o retorno das aulas enquanto as escolas não estiverem totalmente adequadas, seguindo todas as orientações do comitê científico e os protocolos”.

Tendo em vista que a pandemia exigirá um maior número de professores, a sindicalista cobra a publicação do edital do concurso para a educação, prometido pelo município desde 2019: “Queremos o edital do concurso público para professores do fundamental e educação infantil, que desde o ano passado deveria ter sido publicado. Sabemos que já existia a necessidade do quadro permanente e que esse número só tem crescido. Para suprir a necessidade emergencial do momento, será aberto o processo de seleção pra professores, mas não é o suficiente”.

NÃO PAGAMENTO DO PISO 2020 REFORÇA A POSSIBILIDADE DE GREVE

Além dos riscos para a saúde ao retornar as aulas presenciais, os educadores de Natal têm um elemento que reforça a possibilidade de greve: o não pagamento do Piso Salarial 2020. Cobrado desde janeiro pelo SINTE/RN, até agora o município tem se negado a pagar. Após quatros meses de silêncio e reiterados pedidos do Sindicato para dialogar virtualmente, a Prefeitura disse não dispor de recursos. Dias depois, confrontada pelos números apresentados pelo DIEESE ao SINTE, que demonstram que não houve queda abrupta de receita na capital, a Prefeitura alega que paga acima do Piso.

Diante das negativas, o Sindicato mantém a campanha “Prefeito, Pague o Piso”. Diariamente os professores são convocados a ir até o Instagram de Àlvaro Dias, entre 13h e 15h, cobrar os 12,84% relativos ao reajuste.

GOVERNO ANUNCIA QUE VAI PRORROGAR DECRETO

Indo na contramão do município, o Governo do Estado anunciou nesta quarta (28) que o último decreto que trata do funcionamento das instituições de ensino deverá ser renovado. Sem apontar data, a governadora Fátima Bezerra afirmou que “é mais prudente prorrogar a suspensão das aulas”.

A previsão de retomada das aulas era 17 de agosto. As escolas no RN estão paralisadas desde 18 de março, logo após a decretação de pandemia do novo Coronavírus.

ENQUETE VIRTUAL DEMONSTRA QUE A POPULAÇÃO É CONTRA A REABERTURA DAS ESCOLAS

Uma enquete virtual realizada pelo portal G1 RN nesta quarta (29) aponta que a maior parte da população é contrária ao retorno das escolas. Até às 14h 85,97% dos participantes opinaram ser contra a retomada, frente 14,03% favoráveis.

NATAL

SINTE/RN poderá chamar greve caso o Prefeito de Natal reabra as escolas em setembro

29 Jul 2020

Créditos: Arquivo SINTE/RN

O SINTE/RN cogita convocar uma greve caso o prefeito de Natal, Álvaro Dias, mantenha sua decisão de reabrir as escolas em setembro. De acordo com o anúncio feito nessa terça-feira (28), as aulas na rede pública podem ser retomadas em 14 de setembro.

Esse posicionamento é classificado pelo Sindicato como irresponsável. Isso porque ainda não há condições sanitárias que garantam um retorno seguro. Sem uma vacina ou remédios eficazes, alunos, pais, professores e funcionários, bem como seus familiares, estarão mais expostos ao novo Coronavírus.

A entidade ainda afirma que tradicionalmente as escolas não dispõem de infraestrutura para ofertar o básico. Por isso, se acredita que máscaras, álcool em gel, aferição de temperatura, limpeza contínua e distanciamento não farão parte da rotina das unidades de ensino. “Achamos muito imprudente da parte do Prefeito anunciar uma data de retorno as aulas, sem que a rede esteja preparada para receber os estudantes e servidores. Mesmo porque para que esse retorno aconteça, é preciso que a pandemia esteja decrescendo, minimamente controlada. Porque controlada mesmo só com a vacina”, afirma a diretora interina de comunicação do SINTE/RN, professora Simonete Almeida.

Ela conta que na última reunião virtual do Conselho Municipal de Educação do Natal se posicionou contra o retorno. A secretária de educação, Cristina Diniz, estava presente: “Sabemos dos riscos e da responsabilidade que o momento exige, diante de uma pandemia tão agressiva que estamos vivenciando. Vemos diariamente muitas pessoas perdendo suas vidas. Gidália (diretora do SINTE/RN) e eu nos posicionamos contra o retorno das aulas enquanto as escolas não estiverem totalmente adequadas, seguindo todas as orientações do comitê científico e os protocolos”.

Tendo em vista que a pandemia exigirá um maior número de professores, a sindicalista cobra a publicação do edital do concurso para a educação, prometido pelo município desde 2019: “Queremos o edital do concurso público para professores do fundamental e educação infantil, que desde o ano passado deveria ter sido publicado. Sabemos que já existia a necessidade do quadro permanente e que esse número só tem crescido. Para suprir a necessidade emergencial do momento, será aberto o processo de seleção pra professores, mas não é o suficiente”.

NÃO PAGAMENTO DO PISO 2020 REFORÇA A POSSIBILIDADE DE GREVE

Além dos riscos para a saúde ao retornar as aulas presenciais, os educadores de Natal têm um elemento que reforça a possibilidade de greve: o não pagamento do Piso Salarial 2020. Cobrado desde janeiro pelo SINTE/RN, até agora o município tem se negado a pagar. Após quatros meses de silêncio e reiterados pedidos do Sindicato para dialogar virtualmente, a Prefeitura disse não dispor de recursos. Dias depois, confrontada pelos números apresentados pelo DIEESE ao SINTE, que demonstram que não houve queda abrupta de receita na capital, a Prefeitura alega que paga acima do Piso.

Diante das negativas, o Sindicato mantém a campanha “Prefeito, Pague o Piso”. Diariamente os professores são convocados a ir até o Instagram de Àlvaro Dias, entre 13h e 15h, cobrar os 12,84% relativos ao reajuste.

GOVERNO ANUNCIA QUE VAI PRORROGAR DECRETO

Indo na contramão do município, o Governo do Estado anunciou nesta quarta (28) que o último decreto que trata do funcionamento das instituições de ensino deverá ser renovado. Sem apontar data, a governadora Fátima Bezerra afirmou que “é mais prudente prorrogar a suspensão das aulas”.

A previsão de retomada das aulas era 17 de agosto. As escolas no RN estão paralisadas desde 18 de março, logo após a decretação de pandemia do novo Coronavírus.

ENQUETE VIRTUAL DEMONSTRA QUE A POPULAÇÃO É CONTRA A REABERTURA DAS ESCOLAS

Uma enquete virtual realizada pelo portal G1 RN nesta quarta (29) aponta que a maior parte da população é contrária ao retorno das escolas. Até às 14h 85,97% dos participantes opinaram ser contra a retomada, frente 14,03% favoráveis.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Agenda

Newsletter