Notícias

NATAL

Educadores/as de Natal paralisam atividades em 02 de agosto; parada será a terceira de 2019

404

25 Jul 2019

ATENÇÃO! O LOCAL DO ATO MUDOU. SERÁ EM FRENTE A PREFEITURA DE NATAL, NO CENTRO DA CAPITAL, COM  CONCENTRAÇÃO ÀS 8H30

Os educadores de Natal vão paralisar as atividades no dia 02 de agosto. A parada deliberada em assembleia da categoria realizada em 23 de julho (saiba os detalhes da assembleia AQUI) será mais um protesto contra a apatia nas negociações por parte da Prefeitura. Esta será a terceira parada dos profissionais em 2019. As demais ocorreram em 02 de abril e 24 de maio.

Durante o dia de paralisação (02/08), haverá um ato com concentração às 8h30 EM FRENTE A PREFEITURA DE NATAL, NO CENTRO DA CAPITAL. 

Os educadores cobram, entre outras coisas, o pagamento do retroativo do Piso Salarial de 2018. Atualmente, a categoria tem quase 40 pontos acumulados em sua pauta, que vão desde questões como estrutura e autonomia das unidades de ensino, condições de trabalho, direitos funcionais, formação dos educadores e plano de carreira. O pagamento de 10% da reposição salarial, negociada ainda em 2013, também integra a pauta.

Em audiência, Prefeito de Natal afirma não ter como pagar neste ano o retroativo do Piso de 2018

A Prefeitura de Natal não tem como pagar neste ano o retroativo do Piso Salarial de 2018. É o que afirmou o prefeito Álvaro Dias em audiência na terça-feira (23) com a direção do SINTE/RN. De acordo com o chefe do Executivo da capital, a previsão é pagar apenas em 2020. Tal verba, segundo a Secretária de Administração do município, será inclusa no orçamento do ano que vem. A direção do SINTE/RN avisou que os educadores já preparam mais um protesto de 24 horas, que será a parada de 02 de agosto.

Além do retroativo do Piso, também foi tratado do cronograma de pagamento de direitos funcionais. A secretária de educação de Natal, Cristina Barreto, reafirmou o cumprimento do cronograma estabelecido, exceto pagar os quinquênios agora em julho. A coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, comentou o resultado da audiência: “Cabe agora a categoria reagir, lutar para que o Prefeito não descumpra o processo de atualização dos nossos direitos”, afirmou.

Na audiência, o SINTE voltou a cobrar o pagamento dos 10% do acordo de greve firmado em 2013. Contudo, as secretárias de administração e de educação disseram não reconhecer a dívida que o município tem com os educadores. A resposta surpreendeu a direção do Sindicato: “Nenhum prefeito vai passar calote na categoria, porque a luta vai continuar e os 10% estão em pauta desde 2013”.

Ainda foi tratado da reposição de aula. Porém, foi acordado se agendar uma reunião específica para debater esta questão. Por fim, se debateu o concurso realizado em 2015, que expira em 31 de julho. De acordo com o município, antes do término serão convocados mais 16 professores das disciplinas de artes, religião e português. 

(Atualizada em 01/08/2019 às 15h42)

NATAL

Educadores/as de Natal paralisam atividades em 02 de agosto; parada será a terceira de 2019

404

25 Jul 2019

ATENÇÃO! O LOCAL DO ATO MUDOU. SERÁ EM FRENTE A PREFEITURA DE NATAL, NO CENTRO DA CAPITAL, COM  CONCENTRAÇÃO ÀS 8H30

Os educadores de Natal vão paralisar as atividades no dia 02 de agosto. A parada deliberada em assembleia da categoria realizada em 23 de julho (saiba os detalhes da assembleia AQUI) será mais um protesto contra a apatia nas negociações por parte da Prefeitura. Esta será a terceira parada dos profissionais em 2019. As demais ocorreram em 02 de abril e 24 de maio.

Durante o dia de paralisação (02/08), haverá um ato com concentração às 8h30 EM FRENTE A PREFEITURA DE NATAL, NO CENTRO DA CAPITAL. 

Os educadores cobram, entre outras coisas, o pagamento do retroativo do Piso Salarial de 2018. Atualmente, a categoria tem quase 40 pontos acumulados em sua pauta, que vão desde questões como estrutura e autonomia das unidades de ensino, condições de trabalho, direitos funcionais, formação dos educadores e plano de carreira. O pagamento de 10% da reposição salarial, negociada ainda em 2013, também integra a pauta.

Em audiência, Prefeito de Natal afirma não ter como pagar neste ano o retroativo do Piso de 2018

A Prefeitura de Natal não tem como pagar neste ano o retroativo do Piso Salarial de 2018. É o que afirmou o prefeito Álvaro Dias em audiência na terça-feira (23) com a direção do SINTE/RN. De acordo com o chefe do Executivo da capital, a previsão é pagar apenas em 2020. Tal verba, segundo a Secretária de Administração do município, será inclusa no orçamento do ano que vem. A direção do SINTE/RN avisou que os educadores já preparam mais um protesto de 24 horas, que será a parada de 02 de agosto.

Além do retroativo do Piso, também foi tratado do cronograma de pagamento de direitos funcionais. A secretária de educação de Natal, Cristina Barreto, reafirmou o cumprimento do cronograma estabelecido, exceto pagar os quinquênios agora em julho. A coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, comentou o resultado da audiência: “Cabe agora a categoria reagir, lutar para que o Prefeito não descumpra o processo de atualização dos nossos direitos”, afirmou.

Na audiência, o SINTE voltou a cobrar o pagamento dos 10% do acordo de greve firmado em 2013. Contudo, as secretárias de administração e de educação disseram não reconhecer a dívida que o município tem com os educadores. A resposta surpreendeu a direção do Sindicato: “Nenhum prefeito vai passar calote na categoria, porque a luta vai continuar e os 10% estão em pauta desde 2013”.

Ainda foi tratado da reposição de aula. Porém, foi acordado se agendar uma reunião específica para debater esta questão. Por fim, se debateu o concurso realizado em 2015, que expira em 31 de julho. De acordo com o município, antes do término serão convocados mais 16 professores das disciplinas de artes, religião e português. 

(Atualizada em 01/08/2019 às 15h42)

Agenda

Newsletter